Follow by Email

Seguidores

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Vivendo pela fé

LIÇÃO 3- VIVENDO PELA FÉ

Porque em Cristo se descobre a justiça de Deus de fé em fé, como está escrito: Mas o justo viverá da fé. - (RM 1:17). Sim, devemos viver por fé! Mas, que fé é esta? O que é fé? Existe fé inútil? Qualquer fé serve?

A bíblia assim define-nos: “(HB 11:1) - Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem. (HB 11:6) - Ora, sem fé é impossível agradar a Deus; porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que Ele existe, e que é doador de bênçãos àqueles que o buscam”. Portanto, precisamos entender que fé é:

1) Ter uma esperança firme e fundamentada no alicerce da Palavra!

2) Provar antes de ver. Confessar sem ver como se tivesse ocorrido!

Portanto, ter fé é vital para a relação entre Deus, e o homem. Se não crermos nEle então, não poderemos nos aproximar, ou pedir-lhe algo, mas se crermos, certamente Ele é Galardoador! Se a fé não estiver operando, a incredulidade predomina, gerando incertezas e fracassos. Quem duvida jamais realiza qualquer coisa para Deus. Certa vez Pedro desejou andar sobre o mar ao ver Jesus faze-lo, e andou alguns passos firmes sobre as águas, mas quando temeu a profundeza do mar, e viu sua fragilidade, afundou! A dúvida fez com que olhasse para as circunstâncias e esqueceu-se de olhar para Jesus! Fé é olhar para Jesus!

O alvo da nossa fé é Cristo! Nada ou ninguém mais importa! (HB 12:2) - Olhando para Jesus, autor e consumador da fé, o qual, pelo gozo que lhe estava proposto, suportou a cruz, desprezando a afronta, e assentou-se à destra do trono de Deus. Portanto, Ele é o autor da fé, pois tem enviado o seu Espírito para despertar em nós esta fé nEle. E Ele é o consumador, pois a nossa fé é realizada e confirmada por Ele. Devemos crer nEle, pois há de cumprir todas as suas promessas! A fé legítima está apenas no Filho! Em Efésios 4:5 confirma que há: “Um só SENHOR, uma só fé...”. Portanto, (GL 2:16) - Sabendo que o homem não é justificado pelas obras da lei, mas pela fé em Jesus Cristo, temos também crido em Jesus Cristo, para sermos justificados pela fé em Cristo, e não pelas obras da lei; porquanto pelas obras da lei nenhuma carne será justificada.

A fé em Cristo deve se cumprir em dois pontos distintos:

Fé salvadora: É aquela em que o Espírito Santo leva o homem a se arrepender e confessar os seus pecados, aceitando o sacrifício de Cristo em seu lugar. (JO 3:36) - Aquele que crê no Filho tem a vida eterna; mas aquele que não crê no Filho não verá a vida, mas a ira de Deus sobre ele permanece. (1CO 1:18) - Porque a palavra da cruz é loucura para os que perecem; mas para nós, que somos salvos, é o poder de Deus. Quem tem fé em cristo deve crer em sua salvação mediante a Graça de Deus. Ver lição 2. apenas pessoas de fé podem dizer o que Paulo disse: “(2TM 4:7-8) - Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.” Será que podemos expressar assim nossa fé?

Fé operadora: É aquela onde maravilhas acontecem mediante a fé no nome do Senhor Jesus Cristo. A bíblia nos mostra expressões que quantificam a fé, tais como: “Pouca fé”, (Mt 6:30); “Tanta fé”, (Mt 8:10); “Fé como um grão de mostarda”, (Mt 17:20); “Homem cheio de fé”, (At 6:5); “a medida da fé”, (Rm 12:6). Portanto, aquele que se coloca como um vaso aberto, e deixa-se encher desta fé, fará grandes obras para o grande Deus vivo, no nome de Jesus Cristo.

A palavra nos garante isso: (MT 21:22) - E, tudo o que pedirdes na oração, crendo, o recebereis. (JO 14:13) - E tudo quanto pedirdes em meu Nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho. (JO 16:23) - ... Na verdade, na verdade vos digo que tudo quanto pedirdes a meu Pai, em meu Nome, o Pai vo-lo há de dar. E ainda: E estes sinais seguirão aos que crerem...(Mc:16:17)

Atributos da fé: Se a fé que temos em Cristo é genuína então deve haver dentro daquele que crer quatro atributos:

1) Fé com entendimento naquilo que crer. Não basta aceitar uma fé só por herança ou por imposição de outros, mas devemos ler e estudar a palavra, pois assim é produzida a fé verdadeira. (Rm 10:17) - De sorte que a fé é pelo ouvir, e o ouvir pela palavra de Deus. Jesus deve ser o alvo da fé de forma racional: ... mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia. - (2TM 1:12)

2) Fé com segurança naquele em quem se crer. Mesmo em circunstâncias adversas, quem tem fé diz: (SL 46:2-5) - Portanto não temeremos, ainda que a terra se mude, e ainda que os montes se transportem para o meio dos mares. Ainda que as águas rujam e se perturbem, ainda que os montes se abalem pela sua braveza.Há um rio cujas correntes alegram a cidade de Deus, o santuário das moradas do Altíssimo.Deus está no meio dela; não se abalará. Deus a ajudará, já ao romper da manhã. Perseverar na fé! Ver 1Pe 1:7-9.

3) Fé com uma nova perspectiva da vida; ao recebermos a fé em Jesus, certamente a vida ganha uma nova visão: Mas ele, estando cheio do Espírito Santo, fixando os olhos no CÉU, viu a glória de Deus, e Jesus, que estava à direita de Deus; - (AT 7:55). Aquele que tem fé verdadeira ver o Reino de Deus:(JO 3:3) - Jesus respondeu, e disse-lhe: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer de novo, não pode ver o reino de Deus.

4) Fé com plena certeza da vitória. (RM 12:21) - Não te deixes vencer do mal, mas vence o mal com o bem. (1CO 15:57) - Mas graças a Deus que nos dá a vitória por nosso SENHOR Jesus Cristo.(1JO 5:4,5) Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus?

Podemos dizer portanto, que fé é um dom divino(Ef 2:8); fé é um fruto do Espírito Santo(Gl 5:22); Nasce com o ouvir(Rm 10:17); é dinâmica porque ela nasce, cresce e desenvolve-se.

Não fiquemos com nossa fé atrofiada, raquítica, duvidando da ação de Deus, duvidando do poder do nome de Jesus, duvidando que nEle nós temos salvação. Peça-a, porém, com fé, em nada duvidando; porque o que duvida é semelhante à onda do mar, que levada pelo vento e lançada de uma para outra parte.(Tg 1:6).


E agora? A nossa fé tem sido viva, salvadora e operadora? Ou é uma fé morta em si mesma e cheia de dúvidas? O que nos impede ter esta fé em Jesus?

Pr. Felipe da Hora

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

VIDA FELIZ 2 - ASPECTOS DA GRAÇA

LIÇÃO 2- ASPECTOS DA GRAÇA

A palavra GRAÇA significa: Favor imerecido. É algo valiosíssimo dado gratuitamente, mas que muitos ainda têm desprezado tal bênção, por não entender a sua importância! Mas, em 1CO 1:4, Paulo nos ensina: “Sempre dou graças ao meu Deus por vós pela Graça de Deus que vos foi dada em Jesus Cristo.”

Devemos portanto agradecer, e entender que a Graça de Deus é dada através de Jesus Cristo, pois só Ele pode resgatar o homem da condenação! João disse: “Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo”(Jo 1:29)

Surge-nos aqui algumas perguntas: Porque Jesus tem autoridade para anular o pecado? Há mais alguém com esta autoridade? Quais os aspectos da Graça de Deus através de Cristo?

Ora, a bíblia nos garante que todos pecaram em Adão (Rm 5:12) e todos herdaram a morte pela dívida do pecado, mas Cristo sem pecado, não devia morrer, mas assumiu a nossa dívida de pecado, e morreu pelos homens(Rm 5:17). Ele pagou o preço, por isso Ele é o doador da Graça, e pode gratuitamente anular todos os efeitos dos nossos pecados! Vejamos os aspectos da Graça:

O propósito da Graça é a salvação mediante a fé em Cristo! Em Efésios 2:8 diz: “Pela Graça sois salvos, e isto não vem de vós é dom de Deus, não vem das obras para que ninguém se glorie”.

Concluímos portanto, que é um ato soberano de Deus, cabendo ao homem apenas crer em Cristo, o Cordeiro sacrificado por nossa culpa! 2Co5:18 e 19 diz: “E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; Isto é, Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não lhes imputando os seus pecados; e pôs em nós a palavra da reconciliação”. Portanto é a misericórdia de Deus e não nossos atos que podem nos salvar!

A salvação é um estado instantâneo, cotidiano e eterno. E passa por algumas bênçãos espirituais, a saber: Remissão, Justificação, Reconciliação, Redenção, Filiação,Regeneração, e Santificação;

Remissão, é o princípio da Graça onde é necessário que haja o pagamento pela culpa: “(LC 1:77) - Para dar ao seu povo conhecimento da salvação, na remissão dos seus pecados;(HB 9:22) - E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão.”

Remissão é ser comprado novamente, e como foi alto o preço que Cristo pagou! Portanto assim quando cremos e recebemos e confessamos que o sangue de Cristo nos comprou, somos dEle. O Espírito vem e toma posse do que é seu!

Justificação, é o princípio da Graça onde tudo aquilo que nos acusava é esquecido, e Cristo é quem responde por isso! Ele é o advogado que prova nossa inocência apresentando-se em nosso lugar! Mas, para tanto é preciso fé em Cristo: “(RM 5:1) - Tendo sido, pois, justificados pela fé, temos paz com Deus, por nosso Senhor Jesus Cristo; (RM 4:25) - O qual por nossos pecados foi entregue, e

ressuscitou para nossa justificação.”

Justificação é pois o veredicto que Deus dá ao homem mediante o advogado Jesus Cristo, considerando pois a estes: “SOIS INOCENTE!”.

Reconciliação é a nova condição que o homem se coloca diante Deus: “(2CO 5:18) - E tudo isto provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por Jesus Cristo, e nos deu o ministério da reconciliação; (EF 2:14) - Porque ele é a nossa paz, o qual de ambos os povos fez um; e, derrubando a parede de separação que estava no meio, (EF 2:16) - E pela cruz reconciliar ambos com Deus em um corpo, matando com ela as inimizades”. Portanto, em Cristo deixamos de ser inimigos, rebeldes, mortos. Alcançando Paz com Deus! Temos vida espiritual, temos assim intimidade com o Pai! Ver Colossenses 1:21.

Redenção, é a atribuição da Graça onde garante-nos que não mais somos escravos do pecado. (RM 3:24) - Sendo justificados gratuitamente pela sua graça, para redenção que há em Cristo Jesus. Portanto, somos Justificados para vivermos a redenção (liberdade) de Cristo. Ora, mas, livres de que?

Redenção é a expressão da graça que garante que fomos resgatados das garras do maligno, e estamos agora nas mãos do Pai!

(JO 10:29) - Meu Pai, que mas deu, é maior do que todos; e ninguém pode arrebatá-las da mão de meu Pai. (1JO 5:18) - Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca. (JO 8:34) - Em verdade, em verdade vos digo que todo aquele que comete pecado é servo do pecado. (JO 8:36) - Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.

Filiação é a nova intimidade que a Graça de Deus nos garante: “(GL 4:4) - Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, (GL 4:5) - Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos. Sim, o homem remido por Cristo é adotado por Deus como filho! Ver João 3:11,12. E somos agora herdeiro em Cristo: “(RM 8:17) - E, se nós somos filhos, somos logo herdeiros também, herdeiros de Deus, e co-herdeiros de Cristo: se é certo que com ele padecemos, para que também com ele sejamos glorificados.

Regeneração é o atributo da Graça que nos possibilita sermos nova criatura (2co 5:17); e andarmos em novidade de vida(Rm6:4). (1PE 1:23) - Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre. (EF 4:24) - E vos revistais do novo homem, que segundo Deus é criado em verdadeira justiça e santidade.

Santificação é a condição interior do homem após ter um encontro com Cristo em sua Graça. Purificado pelo seu sangue, deve agora zelar, ou seja manter santo, puro e incontaminável! Devemos ser santos, ou seja, mantendo a santidade que recebemos da Graça. É impossível manter a comunhão sem santidade!

(2CO 7:1) - Ora, amados, pois que temos tais promessas, purifiquemo-nos de toda a imundícia da carne e do espírito, aperfeiçoando a santificação no temor de Deus. (1TS 4:4) - Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra;

Será que a Graça de Cristo, pode salvar-me? Ver: (Ef 2:8; 2Tm4:8; Rm8:18; 1Co1:18). E agora? Abraçarei esta Graça gratuita, aceitando que Deus já fez tudo lá na cruz, e que basta-me apenas reconhecer sua ação misericordiosa em Cristo?

Pr. Felipe da Hora


sexta-feira, 27 de agosto de 2010

SETE PRINCÍPIOS DO CRENTE DIZIMISTA

Os exemplos de dízimos e ofertas no Antigo Testamento contém princípios importantes a respeito da mordomia do dinheiro, que são válidos para os crentes do Novo Testamento.

1. CRENTE NÃO DÁ DÍZIMO, ELE DEVOLVE - Devemos lembrar-nos que tudo quanto possuímos pertence a Deus (Êx 19.5; Sl 24.1; Ag 2.8), de modo que aquilo que temos não é nosso: é algo que Ele confiou aos nossos cuidados. Diante de Deus, não temos nenhum domínio sobre as nossas posses.

2. CRENTE SERVE A DEUS, O DINHEIRO SERVE A OBRA -Devemos decidir, pois, de todo o coração, servir a Deus, e não ao dinheiro (Mt 6.19-24;2Co 8.5). A Bíblia deixa claro que a cobiça é uma forma de idolatria (Cl 3.5), quem assim procede é escravo de Mamon. É preciso entender que o dinheiro deve servir à Obra de Deus e não á nosso reino material.


3. CRENTE ADORA A DEUS E AJUDA O PRÓXIMO - Nossas contribuições devem ser para a promoção do reino de Deus, especialmente para a obra da igreja local e a disseminação do Evangelho pelo mundo (1Co 9.4-14; Fp 4.15-18;1Tm 5.17,18), para ajudar aos necessitados (Pv 9.17; Gl 2.10; 2Co 8.14; 2Co 9.2), para acumular tesouros no céu (Mt 6.20; Lc 6.32-35) e para aprender a temer ao Senhor (Dt 14.22,23).


4. CRENTE TEM RAZÃO E PROPORÇÃO - Nossas contribuições devem ser proporcionais à nossa renda. No Antigo Testamento o dízimo era calculado em uma décima parte. Dar menos que isso era desobediência a Deus. Aliás, equivalia a roubar-lhe (Ml 3.8-10). Semelhantemente, o Novo Testamento requer que as nossas contribuições sejam proporcionais àquilo que Deus tem nos dado (1Co 16.2; 2Co 8.3,12). Quem dizima, Deus abençoa os 90%. Quem não dizima, viverá com 10% e o devorador toma os 90% do homem tolo.

5. CRENTE TEM VONTADE E GENEROSIDADE SACRIFICIAL - Nossas contribuições devem ser voluntárias (nunca obrigatórias, ou por medo, ou por vaidades), devem também serem generosas, pois assim é ensinado tanto no Antigo Testamento (Êx 25.1,2; 2Cr 24.8-11), quanto no Novo Testamento (2Co 8.1-5, 11, 12). Não devemos hesitar em contribuir de modo sacrificial, não duvidando da sustentabilidade provinda de Deus (2Co 8.3), pois foi com tal espírito que o Senhor Jesus entregou-se por nós (2Co 8.9; Fp 2.5-8). Para Deus, o sacrifício envolvido é muito mais importante do que o valor monetário da dádiva (Lc 21.1-4). Achar que o dízimo lhe faz falta é Duvidar de Deus.

6. CRENTE TEM ALEGRIA E CONSCIÊNCIA MISSIONÁRIA - Nossas contribuições devem ser dadas com alegria (2Co 9.7). Tanto o exemplo dos israelitas no Antigo Testamento (Êx 35.21-29; 2Cr 24.10), quanto o dos cristãos Macedônios do Novo Testamento (2Co 8.1-5) servem-nos de modelos. Quando temos consciência da salvação e somos gratos a Deus, temos prazer em contribuir com missões através dos dízimos e ofertas. Quem não dizima está atrapalhando a Obra, sendo mal exemplo para outros.

7. CRENTE VIVE A LEI DA COLHEITA E A GRAÇA DO CEIFEIRO - Deus tem prometido recompensar-nos de conformidade com o que lhe temos ofertado, é preciso plantar para colher. Quem abençoa a obra é abençoado pelo Dono dela. (Dt 15.4; Ml 3.10-12; Mt1 9.21; 2Co 9.6; 1Tm 6.19). Tendo estes princípios em mente, recebemos a sua Graça, pois nada poderia comprar tão grande perdão e Salvação.

CONCLUSÃO: Quem não dizima não é apenas tolo, é incrédulo, é ímpio, é rebelde. Pois, o Dízimo é privilégio dos CRENTES.

Membro ou Discípulo (2)

SER MEMBRO DE IGREJA OU DISCÍPULO DE JESUS? (II)

E como temos visto na semana passada que busquemos ser discípulos e não apenas membros, pois há uma grande diferença entre este e aquele:

21- O membro espera por milagres; o discípulo os fazem;

22- O membro velho é problema para a Igreja, o discípulo idoso é problema para o reino das trevas;

23- O membro se destaca construindo templos; o discípulo se destaca conquistando vidas;

24- O membro é forte soldado defensor; o discípulo é invencível soldado de ataque;

25- O membro cuida das estacas de sua tenda; o discípulo desbrava e aumenta o seu território;

26- O membro se habitua; o discípulo rompe com os velhos moldes;

27- O membro sonha com uma igreja ideal; o discípulo se entrega para fazer uma igreja real;

28- A meta do membro é ir para o céu; a meta do discípulo é ganhar almas para o Reino de Deus;

29- O membro maduro finalmente cruza os braços; o discípulo maduro assume a cada dia a sua cruz, e não olha para traz;

30- O membro necessita de festas para ficar alegre; o discípulo vive em festa pois tem a alegria, o fruto do Espírito;

31- O membro espera um avivamento; o discípulo faz o avivamento;

32- O membro agoniza sem nunca morrer; o discípulo morre e ressuscita para dar vida a outros;

33- O membro lamenta as dificuldades de convivência do ambiente; o discípulo faz o ambiente conviver na paz;

34- O membro espera uma almofada; o discípulo leva a sua cruz;

35- O membro tem um espelho para contemplar-se; o discípulo tem olhos para os outros;

36- O membro pede desculpas; o discípulo perdoa, reconcilia-se e esquece do passado;

37- O membro pede paz para o mundo; o discípulo para os corações receberem o Príncipe da paz;

38- O membro se lembra de pedir; o discípulo não se esquece de agradecer;

39- O membro se julga digno do altar; o discípulo traz outros para diante do altar do Deus digno;

40- O membro vive pelas circunstâncias; o discípulo vive pela fé;

Membro ou discípulo (1)

SER MEMBRO DE IGREJA OU DISCÍPULO DE JESUS?

Há uma grande diferença entre ser membro e ser discípulo. Muitas igrejas ou grupos religiosos, tem muitos membros, participando de todas as atividades ali, mas muitos poucos são os discípulos de Cristo. Analisemos algumas diferenças entre ser membro, e ser discípulo:

1- O membro espera pães e peixes; o discípulo é um pescador;

2- O membro luta por crescer; o discípulo para reproduzir-se;

3- O membro se ganha; o discípulo se faz com paixão, unção e meditação;

4- O membro depende dos afagos do seu pastor; o discípulo está determinado a servir a Deus;

5- O membro busca elogios; o discípulo doa sacrifícios vivos;

6- O membro entrega parte de suas finanças; o discípulo entrega toda a sua vida, pois Cristo vive nele;

7- O membro cai facilmente na rotina ou no comodismo; o discípulo é um revolucionário;

8- O membro precisa ser sempre estimulado ou esmorece; o discípulo procura sempre estimular os outros, sua palavras trazem ânimo;

9- O membro espera que alguém lhe diga o que fazer; o discípulo está pronto a exercitar seus dons;

10- O membro reclama e murmura; o discípulo obedece e nega-se a si mesmo;

11- O membro é condicionado pelas circunstâncias; o discípulo as aproveita para exercer a sua fé;

12- O membro exige que os outros o visitem; o discípulo visita;

13- O membro busca na palavra promessas para a sua vida; o discípulo busca vida para receber as promessas da palavra;

14- O membro pensa em si mesmo; o discípulo pensa no outro;

15- O membro se senta para adorar; o discípulo vive adorando;

16- O membro pertence a uma denominação; o discípulo pertence ao Reino de Deus;

17- Para o membro, a meta é ser habitado pelo Espírito Santo; para o discípulo, é meio para alcançar a meta de ser testemunha viva de Cristo a toda criatura;

18- O membro vale porque soma e aumenta-se a comunidade; o discípulo porque multiplica, e gera outros para o Reino;

19- O membro espera receber para dar, o discípulo dar sem esperar receber;

20- O membro entra na forma do mundo, ou repele-o; o discípulo é um agente de transformação do mundo;

21- O membro espera milagres; o discípulo os fazem;

segunda-feira, 19 de julho de 2010

Você tem esperança?

Deixando os ídolos, convertam-se a Deus para servirdes o Deus vivo e verdadeiro, e para aguardardes dos céus o seu Filho. (1Ts 1:9,10)
O milionário Eugene Lang foi convidado para falar aos alunos pobres de uma escola, e sabendo que a maioria deles logo abandonariam os estudos, disse algo para inspirar aqueles estudantes: “Continuem na escola”- Admoestou- “e eu pessoalmente ajudarei a pagar as despesas da faculdade de cada um de vocês”.
Foi um momento culminante de cada um daqueles jovens, que encheram-se de esperança. Creram na promessa daquele senhor. Um deles disse: “Agora eu tinha algo diante de mim para buscar, algo estava preparado para mim, era meu... e isso era um sentimento maravilhoso”. Quase 90% daqueles estudantes terminaram o curso superior.
Pessoas sem esperança são pessoas sem futuro, porém quando a esperança é restaurada, a vida é restaurada. E isso é uma verdade especial para aqueles que a Cristo, nossa bendita e eterna esperança. Ele é o fundamento inabalável da esperança.
1Tss 1:9,10, nos traz à memória três pontos:
a) Só tem esperança quem abandona os ídolos e converte-se a Deus. Quem não deixa os ídolos nunca poderá ser uma nova criatura!
b) Só tem esperança quem sabe que serve ao Deus vivo e verdadeiro. Quem se submete e se compromete com a vontade do Altíssimo!
c) Só tem esperança quem aguarda a vinda do Filho de Deus. Quem entende por fé que Ele preparou um lugar para o seu povo santo!
Sim! Ele fez uma grandiosa promessa: Voltar à terra e levar consigo um povo que o ama e o obedece, para uma vida eterna. Um povo que crer, confessa-o e caminha nos seus passos. E para tanto recebemos ajuda do Espírito Santo, nos ensinando, nos lembrando, nos consolando, nos fortalecendo e em tudo que for necessário para que Ele complete a boa obra que começou em nós, pois Ele é fiel.
Ter Cristo é ter uma nova vida, agora, com uma viva esperança, e a sua plenitude ocorrerá quando Jesus voltar. Então, hoje mesmo aceite sua palavra: Quem me confessar eu o salvarei! Aceite-O já!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Curso Vida Feliz - Os 10 Mandamentos

LIÇÃO 6- OS DEZ MANDAMENTOS CRISTÃOS
E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao remanescente da sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo. - (AP 12:17). O texto acima revela que há um Dragão guerreando contra a mulher e os remanescentes! Surge-nos aqui três perguntas:
1. Quem é o Dragão? E foi precipitado o grande dragão, a antiga serpente, chamada o Diabo, e Satanás...(Ap 12:9) E seu propósito é ir contra a mulher.
2. Quem é a Mulher e os remanescentes que o Dragão persegue? ...Estes são os que seguem o Cordeiro para onde quer que vá...pois... foram comprados como primícias para Deus e para o Cordeiro. - (AP 14:4). Sim, é a Igreja!
3. Quais as características da Mulher? O texto afirma: Guardam os mandamentos de Deus e a fé em Jesus, e certamente a Igreja do Senhor o faz adequadamente! Mas, alguém poderia perguntar: Os dez mandamentos do Sinai está valendo? É Claro que sim! – pois a palavra de Deus nunca perece – mas, devemos obedecê-los pelo testemunho, ou ensino de Jesus.
A TÁBUA 1- Fala dos mandamentos relativos a Deus! (do 1º ao 4º)-Êxodo 20
1º. NÃO TERÁS OUTROS DEUSES, POIS SOU TEU SENHOR! Isso significa que Deus exige ser o único alvo a ser adorado, pois a Pessoa de Deus é única e incomparável! Ele disse: Antes de mim nenhum deus se formou, e depois de mim nenhum haverá...Não há outro deus que eu conheça.... (Is 43:10; 44:6,8) Jesus disse: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás(Mt 4:10).
2º. NÃO FARÁS NENHUMA IMAGEM DE ESCULTURA!Deus não se revela ao homem por imagens, mas sim pela sua palavra nos profetas, mas agora nos fala através de seu Filho, que é a imagem plena do Pai! (Hb1:1; Cl 1:15; 2:9). Por isso diz: Eu sou o SENHOR; este é o meu nome; a minha glória, pois, a outrem não darei, nem o meu louvor às imagens de escultura. - (IS 42:8).
3º. NÃO TOMARÁS O NOME DO SENHOR TEU DEUS EM VÃO! A questão aqui é entendermos que o nome de Deus é superior! O próprio Senhor Jesus nos ensinou: Santificado é o teu Nome! Devemos pois Santificar o Nome do Senhor e não contaminá-lo com outros nomes! Concluímos pois que todo uso do Nome de Deus de forma a mistura-lo com outros é um uso em vão, não serve! Deus não ouve orações imundas, não aceita ofertas imundas. Portanto, não usemos o Nome daquele que habita os céus junto com os humanos que viveram na terra e que hoje estão mortos.
4º. GUARDARÁS O DIA DE SÁBADO! Esse mandamento simboliza duas bênçãos espirituais: Que devemos descansar do corre-corre do dia a dia, e aproveitar esse tempo para ser oferecido a Deus. E hoje, para aqueles que estão em Cristo, isso é feito quando descansamos em nosso Sábado, o repouso, que é Cristo, entregando a Ele todas as nossas ansiedades. Em Hebreus capítulos 3 e 4 fala que Cristo é o nosso repouso. Em (HB 4:11) - Procuremos, pois, entrar naquele repouso, para que ninguém caia no mesmo exemplo de desobediência.
Ora, sendo Cristo o nosso repouso, devemos usar todo o tempo possível que temos para Ele. É preciso portanto, que haja dedicação para com o Senhor. Se não temos tempo para Deus, somos desobedientes e não entramos em seu repouso!
A TÁBUA 2- Fala dos mandamentos relativos ao próximo! (do 5º ao 10º)
5º. HONRAR PAI E MÃE. É preciso aprender a respeitar pai e mãe, cuidar deles quando necessário. Assim aprende-se a respeitar as hierarquias, e posições estabelecidas a partir do lar. Ver Mt 15:5, quando os religiosos não entendiam este ensino, mas Cristo disse: Cuidem primeiro dos de casa, e da família da fé.
6º. NÃO MATARÁS. Pois o propósito de quem serve a Deus é gerar vida. Precisamos agir de tal forma que aqueles que estão mortos, possam conhecer a Cristo para que vivam! Devemos transmitir vida aos necessitados.
7º. NÃO ADULTERARÁS. Cristo nos avisa que o simples olhar impuro já seria adultério. Precisamos purificar não só as ações mas, até nossos pensamentos. Cuidado com os teus olhos e com tua mente!
8º. NÃO FURTARÁS. O Senhor Jesus nos ensinou a ter tudo em comum, não basta não furtar, mas, precisamos compartilhar o que temos!
9º. NÃO DIRÁS FALSO TESTEMUNHO. O Senhor Jesus nos ensinou que, não precisamos apenas cessar de mentir, mas, precisamos defender aquele que não tem voz. Precisamos condenar as injustiças e sempre abençoar!
10º. NÃO COBIÇARÁS! O Senhor Jesus não só nos ensina a não valorizarmos demais as coisas deste mundo, mas principalmente que busquemos acumular tesouros no céu: Confessar a fé em Cristo, manifestar as boas obras da fé, buscar os dons do Espírito, produzir os frutos do Espírito...etc.
As duas tábuas que citamos, foram resumidas por Cristo: (MT 22:37-40) ... Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas. Ver Lucas 10:27.
a) Portanto, é preciso amarmos a Deus de todo o coração (Com amor completo e doador). Amá-lo de toda a alma (Com vontade, com prazer, com dedicação). E devemos amá-lo de todo o entendimento (Com conhecimentos, de forma racional, entendendo a palavra). Deus não quer adoradores insensíveis, involuntários ou irracionais. Mas, busca quem o adore em espírito e em verdade.
b) O segundo mandamento, que resume a tábua 2, é amar o próximo: (1Jo 3:23) - E o seu mandamento é este: que creiamos no nome de seu Filho Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, segundo o seu mandamento. (1Jo 4:20) - Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu?
Concluímos portanto, que a Igreja do Senhor tem sido perseguida pelo Dragão, mas deve guardar os mandamentos de Deus conforme o testemunho de Jesus: 1.Adorar só a pessoa de Deus; 2.Não fazer imagens de escultura; 3.Usar só o nome de Deus; 4.Dedicar tempo para Deus; 5.Honrar a família; 6.Transmita vida; 7.Não adultere nem pelo olhar impuro; 8.Compartilhe com os outros o que é teu; 9.Use palavras que abençoe; 10.Acumule tesouros nos céus!
E agora? Aceito viver segundo o mandamento de Deus ou fico com as tradições dos homens? Aceito o testemunho e os ensinos de Cristo, ou submeto-me as mentiras do Diabo? Lembre-se, a Igreja verdadeira obedece ao Senhor.

Pr. Felipe da Hora

segunda-feira, 3 de maio de 2010

Curso Fidelidade - Sacrifícios

POR QUE SER DIZIMISTA? (n°4)

AMO ao SENHOR, porque ele ouviu a minha voz e a minha súplica... Porque livraste a minha alma da morte... Que darei eu ao SENHOR, por todos os benefícios que me tem feito? Oferecer-te-ei sacrifícios de louvor, e invocarei o nome do SENHOR. Pagarei os meus votos ao SENHOR, na presença de todo o seu povo. Nos átrios da casa do SENHOR, no meio de ti... Louvai ao SENHOR. (SL 116:1,12,17-19)

O salmista mostra sua preocupação em doar ao Senhor algo como retribuição por todos os benefícios que tem recebido dEle. Definindo aspectos do doador, como:
1º- Doar dízimos e ofertas a Deus é sinal de amor ao seu Senhor. - Quem ama procura satisfazer as necessidade do seu Senhor e de sua casa, procura obedecer a palavra, pois sabe que a obra de Deus precisa da sua colaboração. Amar é ser capaz de doar-se e de sacrificar-se com seus bens. O amor deve produzir atitudes altruístas. Dizimar é um sacrifício nas finanças, dizimar é um sacrifício vivo, mortificando o eu.
Por amor Cristo se sacrificou por sua Igreja, sendo capaz de morrer por ela, e nós muitas vezes negamos que o amamos, pois o nosso ego e ganância nos impedem de ser fiel a Ele, e Amar é acima de tudo, ser fiel. Quem não dá dízimos e ofertas, está dizendo que é infiel e que não ama a Deus.
2º- Doar dízimos e ofertas a Deus é sinal de gratidão.- Quem é grato e reconhece as maravilhas de Deus na sua vida, e reconhece que Deus o ouviu, e o livrou do mal e da morte, certamente este não se omite da obra de Deus, mas dá ao Senhor com alegria. Quem não doa voluntariamente, decerto comporta-se como um servo ingrato, que recebeu tanto e tanto de seu senhor, mas que não quer nada fazer por ele. Portanto, meu amigo: “Entrai pelas portas dele com GRATIDÃO, e em seus átrios com louvor; louvai-o, e bendizei o seu nome.(Sl 100:4). Portanto, aquele que não dizima é ingrato, insensível e duro de coração. Um rebelde!
3º- Doar dízimos e ofertas na sua casa é proclamar que confia no Nome do Senhor. Quem não contribui com a obra de Deus, está demonstrando que não confia em Deus, que o que tem é só seu e nem Deus toca. Essas pessoas são incrédulas, e pensam: “Se eu der vou passar dificuldades... pois é pouco e pode se acabar... tenho medo de faltar o sustento”. Isso tudo é só desculpas dos fracos, são pessoas que se tornam infiéis porque são incrédulas. Quantas pessoas estão neste vício perigoso. Ser crente não é estar em uma Igreja evangélica, ser crente é confiar que aquele que prometeu é fiel para cumprir, e só podem provar das abundâncias de Deus quem deposita nEle sua esperança. E isto se revela prioritariamente nos dízimos e ofertas.
A falta de fé leva as pessoas a serem egoístas, mas o homem de Deus é um homem de fé, é uma pessoa altruísta, capaz de doar a si mesmo pela obra e pelo Reino de Deus, e por confiar no seu Nome, são benditos e prósperos.
4º- Doar dízimos e ofertas é glorificar e testemunhar que Deus é soberano. É falar aos povos que não é dominado pela avareza, mas por Deus. É provar que Deus tem dado prosperidade. Dizimar é mostrar ao mundo que nada lhe falta, pois tem um Pastor que lhe sustenta. É ser assim um instrumento para ver a glória de Deus no outro e receber a glória de Deus em sua própria vida. Concluímos pois, que: dizimar é expressar amor por quem nos ama; gratidão por seus benefícios, confiando em seu Nome, dando testemunho da glória de Deus em si.

Curso Fidelidade - As boas escolhas

POR QUE SER DIZIMISTA? (n°3)

Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele, mas os que querem acumular bens para si caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé... Portanto, não sejas altivo, nem ponhas a esperança na incerteza das riquezas... Fazei o que é certo e sede... Generosos em doar e repartir. 1TM 6:7,10,17 e 18

O texto escrito por Paulo ao jovem pastor de Éfeso, Timóteo, tem o propósito de auxilia-lo a doutrinar a Igreja do Senhor, mostrando que:
1º- O homem sempre tem que fazer uma escolha: Ou as riquezas deste mundo ou as riquezas celestiais. Muitos e até mesmo crentes têm desprezado a verdadeira vida espiritual. Agem feitos loucos atrás de acumular bens, como se os pudessem levar consigo após a morte. Muitos estão enchendo a sua residência de móveis, de roupas e vaidades, mas nada adianta, pois seus lares estão sendo destruídos pelo mal, e o motivo é: eles desprezam a Casa do Senhor, e não dão ouvidos ao que disse Jesus: “Use as riquezas iníquas para fazer amigos para os tabernáculos eternos”. (Lc 16:9). Sim, nossa missão como mordomo é ser fiel, administrar correta e sabiamente os bens que Deus nos dá neste mundo, fazendo com que nossos recursos sejam ofertados e dizimados, os quais devem ser usados para ganhar almas para o Reino de Deus. A escolha correta, portanto é: Buscai primeiro o reino de Deus e tudo mais lhe será acrescentado.
2°- Quem não contribui, e retém consigo aquilo que é do Senhor, torna-se inimigo do plano de Deus, abrindo brechas para o maligno e o devorador, ficando sujeito às tentações, concupiscência, perdição e ruína, pois não está administrando como deveria os bens iníquos que recebe. Os “tabernáculos eternos” é um lugar descrito por Jesus, como ponto de encontro para aqueles que, aqui na terra, fazem a obra de Deus com reverência e compromisso. É um lugar onde se manifestam os frutos dos amigos de Jesus, pois estes têm como característica dar a Deus o que é de Deus e a César o que é de César, sendo fiéis no muito ou no pouco e, portanto, livres e libertos do mal, pois Deus honra seus amigos.
3º- O homem acumula, busca e vive em torno de objetos que são sua esperança. É por isto que muitos se perdem no caminho, caem da fé, porque não tem esperança nas promessas de Deus. Muitos escutam as promessas da Palavra, mas, ao serem chamados ao compromisso, a obedecê-la, eles recusam-se, e acham isso uma ameaça a sua liberdade, não entendem que seus ganhos é para ser uma bênção, o que só o é, quando utilizado com a direção de Deus. Porém, para uma ímpia multidão, o dinheiro se torna uma maldita prisão, pois a sua esperança não é Deus, mas seus bens financeiros. Outros confiam na beleza do corpo, na inteligência, na força bruta, etc. Quem tem esperança em qualquer destes objetos mundano é um idólatra. Quem é de Deus, acumula riqueza do céu, sendo generosos no doar (ofertas) e repartir (dizimando). Os egoístas insensatos amam a raiz do mal, o dinheiro. Seu reino é terreno, e carnal é, pois, negam a Deus, negam a palavra de Deus, negam contribuir na Sua obra. Agora, cabe a você escolher o melhor, e ser um amigo de Deus. Assim, ter esperança no Senhor, é ser dizimista!

Você é importante para mim...

VOCÊ É IMPORTANTE PARA MIM

Sempre é bom lembrar, você é muito importante para mim. Você corre, almoça, trabalha, canta, chora, ama. Você sorrir, mas nunca me chama. Você se entristece, mas depois se acalma, e nunca me agradece e nunca se preocupa comigo. Você tem tudo e não me dá nada. Você sente amor, ódio, sente tudo, menos a minha presença. Você tem os sentidos perfeitos, mas nunca os usa por mim. Você estuda e não me entende, ganha e não me ajuda, canta e não me alegra. Você é tão inteligente, mas não sabe nada sobre mim, você reclama dos meus tratos, mas não valoriza o que eu faço por você.
Você está triste e me culpa por isso, mas quando está alegre não me deixa participar da sua felicidade. Você conhece muita gente importante, mas não conhece a mim que o considera muito importante. Você faz o que os outros ordenam, mas não faz o que lhe peço com humildade.
Você entende todas as transações do mundo, mas não entende minha mensagem. Você reclama tanto da vida, mas não sabe que a minha vida é triste por sua causa.
Você baixa os olhos quando um superior lhe fala, mas não levanta esses mesmos olhos quando eu lhe falo com amor. Você defende seu time, seu ator, mas não me defende no meio dos seus amigos.
Eu sou alguém que todos os dias bate à sua porta e pergunta: “ Tem lugar para mim na tua casa, na tua vida, no teu coração?”
Eu estou presente nestas linhas que você por curiosidade começou a ler, eu sou Jesus Cristo! Quero que você me aceite como seu Amigo, seu Salvador e seu Senhor!
Eis que estou à porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei em sua casa, e cearei com ele e ele comigo. (Apoc. 3:20)

Então: “Vinde a mim todos vocês, que estão cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. (Mateus 11:28) ...e o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora.(João 6:37)

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Curso Fidelidade - Respopnsabilidades da fé

POR QUE SER DIZIMISTA? (n°2)
Porque cada qual deve assumir suas responsabilidades.E o que é instruído na palavra reparta de todos os seus bens com aquele que o instrui.Não erreis: Deus não se deixa escarnecer; porque tudo o que o homem semear, isso também ceifará.Porque o que semeia na sua carne, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia no Espírito, do Espírito ceifará a vida eterna.(Gálatas 6: 5-8)
É maravilhoso como Deus tem anunciado tantas verdades sobre o dízimo neste texto:
1º - Precisamos assumir nossas responsabilidades. Deus não chama irresponsáveis, indiferentes ou descomprometidos. A bíblia nos alerta que cada um vai prestar conta com Deus. No convite de Jesus, Ele mesmo diz: “Tomai sobre vós o meu jugo, porque meu jugo é suave e leve...”, ou seja: “Tenha compromisso com a minha obra...”
Se dissermos que somos do Corpo, então temos uma missão, uma função a assumir neste corpo. Se avaliarmos bem, há uma missão comum a todas as partes do corpo: buscar o bem estar! Portanto, dizimar é isso, é manter o corpo com condição de viver bem!
Aquele que estar no corpo no corpo de Cristo, é reconhecido pois, este querem e assumem suas responsabilidades.
2º - Aquele que é instruído reparte os seus bens na obra. Em Lucas 8, mostra que o próprio Senhor Jesus, recebia mantenedores, mulheres depositavam ofertas, bens e dízimos diante do altar, de forma a manter a obra e aquele que ensinava.“E Joana, mulher de Cuza, procurador de Herodes, e Suzana, e muitas outras que o serviam com seus bens. (LC 8:3)”
O Senhor Jesus afirma em Lucas 10:7 que “ digno é obreiro do seu salário”, e Paulo escreve em 1TM 5:17,18 “Os pastores que governam bem sejam considerados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina; Porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E: Digno é o obreiro do seu salário.
Muitos, contudo estão “ligando a boca do boi”, ou seja, impedindo-o de alimentar-se e de viver com dignidade.
3° - Deus não se deixa escarnecer, o homem só colhe o que planta. Muitos pensam que podem escarnecer de Deus, não assumir o compromisso, não dizimar, ser infiel, e colher as maravilhas de Deus. Tola insensatez é esta, pois o que semeia na sua carnalidade, da carne ceifará a corrupção; mas o que semeia Espiritualmente, do Espírito ceifará a vida eterna. Porquanto, quem não dizima está zombando de Deus, é uma pessoa carnal, e sem plena vida espiritual, mas quem crer nas promessas, dizima, e vive a verdade do Espírito.
Conclusão: Portanto não nos cansemos de fazer o bem, porque a seu tempo ceifaremos, se não houvermos desfalecido. (GL 6:9)
Não tenha medo de fazer o que agrada a Deus. Quem é fiel no pouco, no muito será colocado, pois no tempo certo colherá o melhor de Deus. Quem é fiel não se desfalece, ao contrário, permanece firme e prospera para a vida eterna.
(Pr. Felipe da Hora)

Curso Fidelidade - A honra do Dízimo

POR QUE SER DIZIMISTA? (n°1)

O filho honra o pai, e o servo o seu senhor; se eu sou pai, onde está a minha honra? E, se eu sou senhor, onde está o meu temor? diz o SENHOR dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome. E vós dizeis: Em que nós temos desprezado o teu nome? Ofereceis sobre o meu altar pão imundo, e dizeis: Em que te havemos profanado? Nisto que dizeis: A mesa do SENHOR é desprezível. (Malaquias 1:6 e 7)

Os versículos acima mostram Deus cobrando do seu povo um procedimento diferente do que vem tendo até então. Deus está dizendo a Israel, e diz a nós hoje:
1- Que se temos Deus como Pai, se o chamamos de Pai, por que negar agindo como bastardo? Por que desprezar a obra do Pai? Quem é filho, honra cuidando.
Se somos filhos de Deus, honremos o nosso Pai celestial. Fomos chamados, você e eu, para cuidar, cada um mesmo, da casa do Senhor.
2- Que se Deus é o Senhor, honre-o, pois Ele não aceita sacrifício imundo, impuro, contaminado pelo pecado, ou pelo egoísmo avaro e vil.
Não dê para Deus qualquer resto ou sobejo. Ele é o Senhor, e é o dono de tudo o que tu tens. Teus bens só estão nas tuas mãos, mas tudo é de Deus, e Ele só recebe quando é devolvido com sentimento de gratidão pelos benefícios que Ele fez e faz na vida do seu povo. Seja servo, devolva o dízimo com amor, sabendo que é usado para manutenção do templo e para ganhar almas para Jesus. Devolva-o com alegria, sabendo que não vai fazer falta, pois o Senhor nos guarda de todo o mal.
3- Não adianta ter posição na igreja, cantar, tocar ou exercer qualquer ministério, ser sacerdote, e desprezar a mesa, o altar, ou o nome do Senhor.
Não dizimar é desprezar a obra de Deus. Não dizimar é rejeitar as bênçãos e as promessas de Deus para a nossa vida. Não basta ir a igreja, se batizar, ser membro, pois quem não dizima não é discípulo de Jesus. Quem não dizima não participa, não entrou ainda no Reino de Deus. Quem honra a Deus é integro nos dízimos e ofertas.
4- Oferecer sobre a mesa do Senhor sacrifícios imundo é desprezar o Senhor.
É mister, portanto, que tenhamos cuidado com a nossa oferta. Deus rejeita os religiosos fariseus, como rejeitou Ananias e Safira, não pela quantidade ofertada, mas por quererem só posições na obra de Deus, queriam ser do corpo de Cristo, sendo infiel. Mas, Deus os vomitou. Ver Atos 5:2 – “E reteve parte do preço, sabendo-o também sua mulher; e, levando os sobejos, a depositou aos pés dos apóstolos”.
O sacrifício de Ananias e safira tornou-se imundo, e morreram por causa de sua avareza e por desprezarem as coisas de Deus. Quem dá sobras é vomitado por Deus.
E você está dizimando ou retendo os “dez por cento”? Está achando que os 10% é mais importante que os 90%. Deus está dizendo que: “Quem confia nos 10% vai ter os 90% roubados pelo devorador”. Esperar sobrar para dar, é nunca ter suficiente.
Quem retém o dízimo, impede o crescimento da obra de Deus, e entrega-se nas mãos do devorador. Reter os 10%, é reter a miséria. Portanto, não tenha medo, hoje mesmo repreenda o mal da tua vida, repreenda a dúvida e dê seu dízimo. O Senhor é teu ajudador, tua fortaleza e tua esperança. Dar o dízimo é confessar a Jesus, com uma fé prática e verdadeira, não apenas de lábios. (Pr. Felipe da Hora)

Curso Vida Feliz - A Origem do Mal

“E viu Deus tudo quanto tinha feito, e eis que era muito bom...”(Gn 1:31). Sim! Tudo quanto Deus fez era perfeito. Toda a sua criação era perfeita. Do próprio homem Deus diz: “Façamos o homem a nossa imagem, conforme a nossa semelhança”,(Gn 1:26). E porque o homem perdeu essa semelhança? Como aconteceu? Que semelhança era esta? Quais as conseqüências desta perda?
O homem foi criado com vários atributos semelhantes a Deus, mas o mais importante era: Não ter o pecado em sua natureza!
Este estudo nos fará ver que o pecado é a causa do mal, das enfermidades e de todo tipo de problemas que o homem possa sofrer.
Como o pecado entrou no mundo?
Ora... no Éden, Deus deixou-lhes livre para obedecer a umas poucas palavras: “De toda a árvore do jardim comerás livremente, mas da árvore do conhecer o bem e o mal não comerás...”, (Gn 2:16)
Deus havia dado um mandamento simples, e a desobediência a este mandado de Deus gera o pecado, pois pecado é a transgressão da lei. (Tg 2:9). O texto diz ainda que se o homem desobedecesse a esta ordem de Deus: ...certamente morrerás!
O homem feito a imagem e semelhança de Deus tinha o livre arbítrio para escolher obedecer a Deus. O homem tinha intimidade com Deus pois este vinha e falava com Adão todas as tardes.
Em Gn 3:1-5, vimos os detalhes da entrada do pecado, pela transgressão de Adão, conforme está em Rm 5:12-21.
O homem ouviu o conselho da serpente;
Questionou a palavra de Deus;
Olhou para o fruto e viu que era boa para se comer, e agradável aos olhos;
Era desejável para ter entendimento, experiências;
Resultado: O pecado foi consumado.
E por causa desta desobediência o homem recebeu grandes e terríveis conseqüências, inclusive muitas maldições. (Ver Gn 3: 6-13)
Quais as conseqüências do pecado?
01) Adão e Eva tiveram vergonha de Deus; (Gn 3:7)
02) Adão e Eva tiveram medo da ira de Deus e esconderam-se; (Gn 3:10)
03) Adão tentou colocar a culpa do seu pecado na mulher, e Eva tentou desculpar-se acusando a serpente, mas Deus não aceita , eram culpados;
04) Eva recebe a maldição de: Com dores terás filhos e o teu marido te dominará;(Gn 3:16)
05) A terra tornou-se maldita (doenças e pestes); (v17 e 18)
06) Adão recebe a maldição: Com suor de teu rosto ganharás o pão;
07) O homem foi colocado fora do Éden para não comer da árvore da vida, e foram colocados querubins com espadas para guarda-la. (Gn 3:23,24)
Qual a pior das maldições?
Deus havia falado que se o homem lhe desobedecesse e cometesse o pecado, “Certamente morreriam”, e quão terrível é perder a vida eterna e tornar-se um mortal sofredor, distanciado de Deus. E nós, porque morremos?
Sobre isso a palavra de Deus diz: “Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus”(Rm 3:23). “Pois que, como por um homem entrou o pecado no mundo, pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens; por isso que todos pecaram”(Rm 5:12). Portanto, a herança maldita que Adão deixou para todos os homens foi a morte. Todos nós somos pecadores, e por isso morreremos. (Gn 3:19).
O homem tem cada vez mais se afastado de Deus, vivido numa corrupção total do propósito de ter sido imagem e semelhança do Altíssimo. (Gn 6:5,11,12)
Como escaparemos da condenação desta morte?
Conforme Efésios 2;1,5 e Colossenses 2:13, o homem estava morto nos seus delitos e pecados, e nada podia fazer para escapar do juízo divino, e assim como Adão, fomos expulso do Éden eterno, não tínhamos acesso a glória de Deus. E agora que esperança temos?
Diante do pecado de Adão Deus fez uma promessa, proclamando a derrota da serpente e de Satanás: “E porei inimizade entre ti (serpente) e a mulher (Eva),e entre a tua semente(Satanás) e entre a semente dela(Jesus Cristo)que te ferirá a cabeça, ainda que lhe fira o calcanhar”(Gn 3:15)
Portanto, Cristo foi ferido no calcanhar ao morrer na cruz, mas ao ressuscitar feriu a serpente e seus anjos na cabeça. Retirando todas as maldições, inclusive a morte. Em Cristo temos vida! A palavra de Deus nos garante: “Cristo nos resgatou da maldição da lei, fazendo-se maldição por nós; pois está escrito: Maldito todo aquele que for pendurado no madeiro. Para que assim as bênção de Abraão chegasse aos povos por Jesus Cristo e para que pela fé, nós recebamos a promessa do Espírito. (Gl 3:13,14)
O próprio Jesus afirmou: “Pois Deus enviou o seu Filho não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse resgatado por Ele”( Jo3:17).
O mundo está condenado a morte, por causa da herança do pecado de Adão,mas Cristo pode resgatar a todos que crêem em seu Nome, ao anular os pecados na cruz. Em 1João 2:1 diz:”Não pequeis, mas se alguém pecar, lembre-se que temos um advogado diante do Pai, Jesus Cristo o Justo”. Ele pode nos justificar, porque Ele é justo! “Pois assim como por uma só ofensa veio a condenação a todos os homens, assim também por um só ato de justiça, veio a graça para todos os homens para a justificação de vida”(Rm5:18)

Não precisamos ficar lamentando ou temendo o juízo final. Não precisamos temer a morte. Hoje nós temos Cristo crucificado, só precisamos crer e receber este ato de justiça por nós. Pois Jesus, mediante a sua morte na cruz do calvário, condenou o pecado e concedeu vida eterna a todos que nEle crer. Ver Rm 8:1; Jo 5:24; Rm5:8 e 9; 2Co5:17,18 e 21; 2tss2:13 e 14 ; 1Jo 1:7; Hb 9:14;

E agora? Viverei desobedecendo a palavra de Deus, debaixo do pecado e da condenação de Adão; ou aceito obedecer a palavra do Senhor, debaixo da graça e assim ser resgatado em Cristo Jesus, o Salvador?

Pr. Felipe da Hora

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

Jesus é Senhor


"...E todo espírito que não confessa a Jesus não procede de Deus; pelo contrário, este é o espírito do anticristo, a respeito do qual tendes ouvido que vem, e presentemente já está no mundo." (1 João 4.3)

Senhorio de Cristo ou anarquia! Assim como Satanás disse no princípio: "...serei semelhante ao Altíssimo", do mesmo modo, nesse tempo do fim, ele tentará ser igual a Cristo e tomar o Seu lugar.

O senhorio do Senhor Jesus em sua vida pessoal capacita você a cumprir a verdadeira finalidade da sua conversão, que é servir ao Deus vivo. Assim também podemos formular de outra maneira a alternativa – senhorio de Cristo ou anarquia: servir ou dominar. O que, na verdade, significa servir? Nada menos do que a entrega de si mesmo em favor de outra pessoa! O que significa dominar? Auto-afirmação às custas de outros! O aparente dominador foi vencido pelo servo! Isso o próprio Senhor nos disse: "...e quem quiser ser o primeiro entre vós, será vosso servo." Todo e qualquer orgulho e tentativa de auto-afirmação é um rebaixamento da sua personalidade. E, servir traz poder em si? Sim, pois servir é exercitar o domínio vitorioso de Jesus nas nossas vidas! Vemos isso na cruz do Calvário. O Servo venceu o dominador cruel por meio da entrega da Sua própria vida.


Extraído do livro "Pérolas Diárias" (de Wim Malgo)

terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

O Deus que escreve histórias

É maravilhoso lermos na Palavra do Senhor as histórias de cada um dos servos de Deus.Suas limitações,suas falhas, seus chamados,suas lutas e suas viórias. É maravilhoso vermos que todos são tratados por Deus de forma particular, e todos têm uma linda história. Analisemos apenas o texto: Genesis 22:2, onde podemos definir que
Deus escreve histórias,mas somnos nós os únicos que têm autoridade para mudá-la e transformá-la em algo que agrade ao autor da vida!

Analizemos: Do capitulo 12 até o capitulo 25 de Genesis, nos relata a história de Abraão, desde o seu chamado até a sua morte, Deus contou a Abrão qual a história que Ele havia escrito a seu respeito, dizendo a ele: "Sai da tua casa, da tua parentela, para terra que eu vou te mostrar, e eu farei de ti uma grande nação!".
Porém Abrão não seguiu o que Deus havia escrito sobre ele trazendo serias conseqüências para sua vida...

Assim Deus também escreveu uma história acerca da nossa vida! A sua vida, e a minha tanbém são escritas por Deus. Talvez hoje sem perceber você mudou o rumo da história da sua vida, não deixando Deus guiar os seus passos, conduzindo a sua vida da forma que você quer e agora está andando na contramão dos propósitos de Deus. E se mesmo cheio de fé, desobedecemos a Deus, acarreta-nos então, dores, sofrimento, angustia, tristeza, e amargura, cuja consequência, é levar os protagonistas de Deus, ao principio das piores fases da vida do ser humano, que é o desânimo, o fracasso , a opressão e depressão.

O que fazer então para restaura-se no caminho do Altíssimo,e agradá-lo. Como fazer?

A Escritura Santa avisa-no: Apresentai o vosso Corpo A Deus: Assim, não se omita, não fuja dos encontros com os irmãos, não fuja do poder de Deus. Você e eu devemos mais e mais estar na presença de Deus. Entendendo que, estarmos na presença de Jesus não significa que não passaremos por lutas, Abrão chega a um lugar chamado Neguebe, diz a bíblia QUE HAVIA FOME NAQUELA TERRA; Estar na presença de Deus é comtemplá-lo plenamente independente de qualquer circunstância.

Você pode estar no centro da vontade de Deus, obedecendo a Ele e mesmo assim passar por duras provações ou por problemas difíceis de serem solucionados aos olhos humanos, pode ser que você que esta lendo agora esta mensagem, esteja atravessando uma fase difícil em sua vida, você tem obedecido a Deus, tem ido aos cultos, tem sido dizimista, ofertante, eu com toda certeza te digo: NÃO MUDE O RUMO DA HISTORIA DE SUA VIDA QUE DEUS TRAÇOU PARA VOCE, NÃO SAIA DO CAMINHO QUE DEUS TE PREPAROU, ESTANDO NO CENTRO DA VONTADE DE DEUS, MESMO ENFRENTANDO TUDO ISSO, A SUA VITÓRIA É CERTA EM NOME DE JESUS...

Sim, HAVIA FOME NAQUELA TERRA! O começo da sua trajetória com Deus foi uma grande prova, mas ele foi aprovado. cedo Abrão começou a enfrentar grandes dificuldades, ele não suporta e desce para o Egito, saiu do rumo que Deus lhe havia preparado, e quando saímos do rumo que Deus nos prepara, começamos a fazer coisas que desagrada a Deus. Abrão com medo de ser morto: mente, dizendo que Sara era sua irmã, pois ela era mui bela e despertou interesse a Faraó. E assim Faraó a toma e a leva para o seu palácio, presenteia a Abrão com bens valioso que não estavam nos planos de Deus, entre eles Hagar.

Deus trata com Faraó a noite, e Abrão é envergonhado no outro dia e expulso do Egito.

Devido ao desentendimento entre os Pastores de Abrão e de Ló os dois se separam, em Gênesis 13:9 Porventura não está toda a terra diante de ti? Rogo-te que te apartes de mim. Se tu escolheres a esquerda, irei para a direita; e se a direita escolheres, irei eu para a esquerda.

SABE PORQUE ELE DISSE ASSIM PARA LÓ, PORQUE ELE SABIA QUE A SUA VITÓRIA, A SUA PROSPERIDADE, O SEU SUCESSO NÃO ESTAVA NEM NA DIREITA NEM NA ESQUERDA, ESTAVA DENTRO DELE E AONDE QUER QUE ELE FOSSE O ACOMPANHARIA.
“ PROFETIZE AGORA PARA SUA VIDA, A MINHA PROSPERIDADE, O MEU SUSSESSO, A MINHA VITÓRIA, NÃO ESTA NEM NA DIREITA NEM NA ESQUERDA, ESTÁ DENTRO DE MIM E ONDE QUER QUE EU FOR IRÃO COMIGO.”

Ló é guiado pela a aparência e vai para Sodoma. Em seguida, os cinco reis de Sodoma são derrotados na guerra, e Ló levado cativo, Abrão o liberta com apenas 318 homens, conseqüência de não sair da sua parentela.

Abrão é abençoado por Melquisedeque e em Genesis 14 :23, Abrão começa a entender que Deus era quem o abençoaria, não aceitando os despojos e dizendo que não aceitaria para que não dissessem que o homem enriqueceu Abrão... DÁ UMA CHANCE HOJE PARA DEUS TE ABENÇOAR, TALVEZ VOCE ESTEJA ESPERANDO VIR DE UM PARENTE, DE UM AMIGO, DO SEU TRABALHO, DEUS PODE USAR TUDO ISSO, PORÉM DEIXE-O TE ABANÇOAR...

Deus promete um filho a Abrão, porém, surge mais um problema: Sarai sua mulher era estéril, e pede a ele que coabite com sua serva Hagar a Egípcia, nasce Ismael, Deus muda o nome de Abrão para Abraão e de Sarai para Sara, institui a circuncisão, os 3 anjos aparecem a Abraão anunciando a destruição de Sodoma e Gomorra, Abraão intercede junto a Deus por Ló, Ló recebe a visita dos anjos, Sodoma e Gomorra são destruída Ló se salva com sua família porém sua esposa vira estatua de sal pela desobediência, novamente Abraão mente a Abimeleque sobre sua esposa dizendo ser sua irmã e acontece tudo novamente, Deus novamente age em seu favor, Isaque nasce o filho da promessa, Sara pede a Abraão que mande Hagar embora com Ismael, Ismael é abençoado pelo anjo, Abimeleque faz aliança com Abrão, E DEUS MANDA ABRAÃO MATAR SEU ÚNICO FILHO.( Gn 22:2 )

A Conclusão que temos é: DEUS ESCREVEU UMA HISTÓRIA ACERCA DE SUA VIDA, VOCE PODE ESCREVER COMO ABRAÃO NOVOS CAPITULOS NA HISTÓRIA DE SUA VIDA, PORÉM DEUS, SÓ CONTA COM O QUE ELE ESCREVEU A NOSSO RESPEITO.

QUANDO DEUS PEDIU ABRAÃO QUE SACRIFICASSE ISAQUE, ELE DISSE BEM CLARO SEU ÚNICO FILHO, ABRAÃO TAMBÉM ERA PAI DE ISMAEL, SÓ QUE ISMAEL FOI FILHO DA ANSIEDADE, DA FALTA DE FÉ EM DEUS, DA INCREDULIDADE E NÃO ESTAVA NA HISTÓRIA QUE DEUS HAVIA ESCRITO SOBRE ABRAÃO.

DEUS NÃO CONTA COM AQUILO QUE ELE NÃO ESCREVEU AO NOSSO RESPEITO. ( Medite Romanos 9:7 )

CUIDADO COM OS CAPITULOS QUE VOCE ESCREVE NA SUA VIDA, DEUS ESCREVEU UMA BELA HISTÓRIA ACERCA DA SUA VIDA, DÁ UMA CHANCE PARA QUE ELA SE CONCRETIZE...

MESMO DEUS ESCREVENDO UMA BELA HISTÓRIA ACERCA DA SUA VIDA, NELA HAVERÁ LUTAS, PROBLEMAS, DIFICULDADES E VARIAS OUTRAS SITUAÇÕES, MAS É SÓ DEUS TE TESTANDO PARA VER SE VOCE VAI DEIXA-LO SER REALMENTE O SENHOR DE SUA VIDA OU NÃO, PORQUE O FIM DA HISTÓRIA DE DEUS, É VITÓRIA COMPLETA, É SEMPRE FELIZ, E A SUA HISTÓRIA NÃO É DIFERENTE.

Profetize agora: Deus escreveu uma bela história a meu respeito. Ele estar comigo e não importa circunstância Ele me faz vencedor, Ele é fiel a mim, e eu vou cooperar com seu propósitos! A minha história Deus já escreveu!!!

Paradigmas do pentecoste

Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. - (AT 1:8)

Esse texto nos lembra que nossa Igreja é pentecostal. Aleluia! Somos pentecostais, cremos nas Virtudes do Espírito, contudo rejeitamos os enganos dos Pentecostalistas. Iremos abordar uma explicação nada ortodoxa sobre o tema, e que Deus abra nossas mentes e corações para entender.
O propósito do Pentecostes é fazer do ouvinte uma testemunha de Jesus, e essa é a característica maior das verdadeiras igrejas pentecostais. Contudo, os pentecostalistas(falsos pentecostais) estão mais preocupados em pontos secundários e dogmáticos que se esquecem da grande comissão: Ir e pregar o evangelho no poder de Deus!
A Igreja do Senhor deve ter e buscar todos os Dons: Profetizar, falar línguas, curar, expulsar demônios, etc. Mas o que caracteriza os verdadeiros pentecostais é que estes priorizam os Frutos do Espírito. Lembremos que o Senhor repreende os pentecostalistas e diz: “Apartai-vos... eu não vos conheço.” O aviso aqui é: Não se determina a espiritualidade de alguém só por manifestações virtuosas, é preciso ser pleno: Ter Frutos e Dons! Os frutos comprovam que Deus fez uma grande obra em nós, os dons revelam os propósitos de Deus através de nós, e os pentecostais testemunham a Jesus com ambos, e isso é plenitude do Espírito.
Os pentecostalistas se enganam quando dizem que o selo do Espírito é o dom de língua, mas em Efésios 1:13 diz - ... depois que ouvistes a palavra da verdade, e tendo nele também crido, sois, pois selados com o Espírito Santo da promessa. Concluímos que o selo do Espírito é a fé, ou seja: Quem crer passa a ser selado como propriedade de Jesus.
Ser Pentecostalista é estar satisfeito com meros eventos sobrenaturais, e usá-los para definir a espiritualidade de alguém. Os pentecostalistas criam metodologias atrativas, cheias de sincronismo religioso, dosado de misticismo e legalismo, porém tendem a desmerecer o culto racional.
Os verdadeiros pentecostais perseveram na fé madura, pois buscam os Dons do Espírito, mas priorizam os Frutos. Adoram ao Senhor com emoção e unção do Espírito, mas celebram a Deus em um culto racional. São despercebidos da mídia e da moda, mas acolhidos pelo projeto de Deus.
Como pentecostais, que somos, devemos dar testemunho de Jesus, e glorificar a Deus com Frutos e Dons, e crescer na graça e no conhecimento, buscando a Unção do Espírito, e a Razão da Palavra.

DIRETORIA ICB 2013-2014

A 51ª Assembléia dos Ministros da ICB deliberou em nova eleição a seguinte liderança nacional: DIRETORIA NACIONAL - Presidente: Pr. Mayldson Fernandes; Vice presidente: Pr. Márcio Morais; Tesoureiro Nacional: Prb. Fco Carneiro; Secretário Geral: Pr. Pedro Rodrigues; DIRETORIA SENAMIC - Secretário de Missões: Pr. Antônio Dantas; Secretário Adjunto -Pr. João de Souza; Tesoureiro de Missões -Pr. Cléber de Sousa; CONSELHO DE ÉTICA - Pr. Fco Souto; Pr. Felipe da Hora; Pr. Adilson de Jesus; Pr. Isac dos Reis; e Pr. Iremar Santos. CONSELHO FISCAL - Pr. Joel Medeiro; Pr. Aluízio Otaviano; Pr. José Souto. Compõe ainda a Diretoria os Representantes das Regiões Eclesiástica, a saber: 1- REGIÃO LESTE RN PB PE BA: Pr. Geraldo Lima; Pr. Erinaldo Veríssimo. 2- REGIÃO OESTE RN PB PE BA: Pr. David Marroque; Pr. Fco Higino; 3- REGIÃO OESTE RN SERIDÓ: Pr.Isac Reis; Ev. Fco Elieudo; 4- REGIÃO NORTE CE: Pr. Felipe da Hora; Pr. Jurandi Bezerra; 5- REGIÃO SUDESTE: A receber dados; 6- REGIÃO MAPI: Pr. Francildo Gomes; Mss. Elis Regina; 7- REGIÃO OESTE CENTRAL: Pr. Nicássio de Assis; Pr. Paulo Abdias; 8- REGIÃO LESTE OESTE CE: Pr. Herbert Amorim; Pr. Cavalcante Neto.

Ouça Rádio Evangelho

Uma Igreja compromissada com o Reino

A Igreja de Cristo do Centro de Sobral, convida a todos os amigos do Evangelho para construirmos uma Igreja Teraupeta. Jesus nos chamou para sermos tratados nele, mas também para sermos canal para tratarmos outros. Visite-nos!

DEUS AMA VOCÊ