Follow by Email

Seguidores

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

VOCÊ TEM ESPERANÇA

Deixando os ídolos, vos converterdes a Deus, para servirdes o Deus vivo e verdadeiro, e para aguardardes dos céus o seu Filho. (1Ts 1:9,10)
Há vários anos, o milionário Eugene Lang foi convidado para falar aos alunos de uma escola de um bairro pobre em Nova Iorque. O que poderia dizer para inspirar aqueles estudantes, sabendo que a maioria deles logo abandonariam os estudos?! Lang decidiu falar com eles aquilo que estava no seu coração.
“Continuem na escola”-Admoestou- “e eu pessoalmente ajudarei a pagar as despesas da faculdade de cada um de vocês”.
Foi um momento culminante de cada um daqueles jovens, que encheram-se de esperança. Creram na promessa daquele senhor. Um deles disse: “Agora eu tinha algo diante de mim para buscar, algo estava preparado mim, era meu... e isso era um sentimento maravilhoso”.
Quase 90% daqueles estudantes terminaram o curso superior.
Pessoas sem esperança são pessoas sem futuro, porém quando a esperança é restaurada, a vida é restaurada. E isso é uma verdade especial para aqueles que a Cristo, nossa bendita e eterna esperança. Ele é o fundamento inabalável da esperança.
Ele fez uma grandiosa promessa: Voltar a terra e levar consigo um povo que o ama e o obedece, para uma vida eterna. Um povo que crer, confessa-o e caminha nos seus passos. E para tanto recebemos ajuda do Espírito Santo, nos ensinando, nos lembrando, nos consolando, nos fortalecendo e em tudo que for necessário para que Ele complete a boa obra que começou em nós.
Ter Cristo é experimentar um novo tipo de vida agora, com uma viva esperança, e a plenitude ocorrerá quando Jesus voltar.
Você tem esta esperança? Se não, admita que você é um pecador. Confie em Cristo como seu único Salvador, e Ele encherá o seu coração com esta mesma e maravilhosa esperança.

De Pão diário No 3

DIANTE DE QUAL ALTAR?

DIANTE DE QUAL ALTAR?

E com aquelas pedras edificou o altar em nome do SENHOR; depois fez um rego em redor do altar, segundo a largura de duas medidas de semente. Então armou a lenha, e dividiu o bezerro em pedaços, e o pôs sobre a lenha. (1RS 18:32,33)
O texto narra sobre o profeta Elias, que fez um altar ao Deus verdadeiro, e com lenhas fez uma fogueira, mas não acendeu, apenas orou para que Deus aceitasse a sua oferta, o que aconteceu. (Ler capítulo 18 de 1Reis).
Os judeus tinham o hábito de fazer um altar, bem como um lugar para queimar as oferendas a Deus. Os pagãos também faziam algo semelhante para os seus deuses. Neste mesmo texto de 1Reis, os adoradores de Baal fazem um altar, e uma fogueira.
A fogueira, portanto simboliza oferta, oração e adoração. Um altar ao seu deus pessoal.
Lamentavelmente na França no século XII, uma cerimônia pagã, em homenagem ao deus Sol, o dia de solstício de verão, 22 ou 23 de Junho, acabou sendo introduzida na igreja, e depois por meio do sincretismo religioso, harmonizando deuses pagãos com santos homens da igreja, que passaram a ser adorados como deuses.
Chegou-se ao absurdo de se fazer altares para os deuses pagãos e desculpar o erro, dizendo que são para os homens de Deus. Mentiras!!
Nós evangélicos não devemos fazer altares para homens, nem fazer estas fogueiras, nem participar delas. Fugi da idolatria. Só ao Senhor daí glória.
A mentira diz: “Viva são Pedro! Viva são João! Viva santo Antônio! Quando sabemos que isto é exaltar e honrar a homens, é esquecer que eles são mortais, é deixar o Deus criador, pela criatura. Disse Jesus diante das mentiras do diabo: “Adorarás ao Senhor teu Deus, e só a Ele prestarás culto”. A nenhum outro cultueis!
Portanto, quando olhardes para uma fogueira saiba que ali está um altar. Um altar a deuses pagãos, ensinados por pagãos, ou seja, aqueles que adoram a homens, a animais ou a elementos da natureza. Nós os discípulos de Jesus, adoramos ao Senhor, portanto, façamos da nossa vida um altar ao Senhor.

APRENDENDO A COOPERAR

Não se faça a minha vontade, e sim a tua.(Lc22:42)
Um homem simplório foi questionado em como conseguia viver em tal estado de tranqüilidade, mesmo quando cercado por tantas adversidades.
Sua resposta foi simples, porém muito profunda: “Aprendi a cooperar com o inevitável”.
Poucas pessoas praticam esta abordagem sábia e real da vida. Muitos passam a vida inteira reclamando e lutando contra as situações que enfrentam, não percebendo que estamos cercados pelo poder de Deus e por sua vontade. O que precisamos é cooperar com a vontade de Deus!!
Quando Pedro viu seu querido Mestre, o Senhor Jesus ser traído, agiu impulsivamente tentando resolver o problema do jeito humano, e cortou a orelha de Malco, servo do sumo sacerdote(Lc 22:50). Jesus porém o repreendeu por esta tentativa de protege-lO dizendo: “Deixai, basta...” e então restaurou a orelha do servo.
Na vida de todos nós surgem problemas que se recusam a ir embora. Entretanto, aquilo que Deus permite, Ele também usa de forma redentora. Muitas vezes não entendemos o propósito da restauração de Deus, hoje, não nas orelhas, mas nos corações dos tantos “Pedros” que se dizem discípulos de Jesus.
Movidos pelo momento, movidos pelas circunstâncias, movidos pela aparência, o homem em geral foge da vontade de Deus.
É nas dificuldades que Deus nos ensina a confiar nEle, nos ensina a orar, a entender a autoridade do Nome de Jesus e a sua fidelidade.
Cooperar com Deus é usar cada oportunidade para confessar sua glória e seu poder restaurador. É crescer espiritualmente, e também aprender a sua vontade.
A questão portanto é vermos o poder de Deus naquilo que Ele nos permite passar. Muitas vezes dizemos: “Senhor, tira-me do meio deste caos”. O Senhor, contudo, pode estar dizendo: “Deixa-me entrar no teu caos, permita-me que eu mude você e não apenas as circunstâncias. Deixa-me restaurar verdadeiramente, o teu coração”.
Este é sem dúvida, o maior dos milagres!

O QUE É BATISMO? - (1)

O QUE É BATISMO?

“E apareceu João Batista no deserto, pregando batismo de arrependimento, para remissão de pecados... quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.” (Marcos 1: 4; e 16:16)

O batismo é para o cristão e discípulo, mais que uma cerimônia, é uma submissão à vontade de Deus e que tem nas escrituras total apoio e detalhes que muitos homens, até religiosos não têm se atentado ainda! Podemos afirmar que BATISMO É:
1. Uma expressão de um verdadeiro arrependimento. Nada adianta para um cristão sentimentos danosos como: remorsos, sentimento de culpa, ou o alto-aflagelar-se. O verdadeiro arrependido desvia-se do caminho mal e do pecado e volta-se para o caminho de Deus tendo a certeza do seu perdão, busca viver para Deus, e obedecer a sua vontade, e cresce na graça e no conhecimento de Cristo Jesus.
2. Uma expressão de plena confissão de fé. Portanto deve-se crer primeiro para ser batizado depois. É impossível haver um batismo cristão sem a pessoa batizada crer e entender em quem
se crer! É natural que se aproxima de Cristo creia que Ele exista como o Único Deus Verdadeiro, e suficiente Salvador. E assim peça o seu batismo. Por isso que crianças ou não convertidos, (pelo seu pouco entendimento) não devem ser batizadas.
3. Uma expressão de nova vida em Cristo. Em Colossensses 2:12 diz: “Fostes sepultados com Ele no batismo e igualmente foste ressuscitados mediante a fé no poder de Deus...”. No batismo há o sepultamento do velho homem, carnal, sem Deus, e servo do pecado, que é emergido nas águas, mas ao sair das águas é uma nova criatura ressuscitada para servir a Cristo. Todas as coisas velhas ficaram para trás, eis que tudo se fez novo. Batizar-se é sinalizar a Deus que aceita servi-lo voluntariamente: “Cristo morreu por mim para eu viver nEle”.
Não demore, peça o seu batismo, como testemunho de rejeição ao passado, de viver o presente no corpo de Cristo, e de quem espera a sua glória, recebendo na ressurreição a vida eterna!!

A PRIMAZIA DA FÉ

“Concluímos pois, que o homem é justificado pela fé independente das obras da lei.Visto que Deus é um só, o qual justifica por fé o circunciso e mediante a fé, o incircunciso.” (Romanos 3: 28 e 30)
Todo aquele que quer agradar a Deus e quem tem a bíblia como referencial para a sua vida cristã não pode fechar os olhos para essa verdade: Somente a fé justifica e salva! Seja circunciso ou incircunciso, legalista ou liberal, gentio ou judeu, são todos justificados apenas mediante a fé. Muitos poderiam alegar que as boas obras é que vale, mas como negar as evidências bíblicas que afirmam: “Sois salvos gratuitamente mediante a fé, e isto não vem de vós é dom de Deus, não vem das obras para que ninguém se glorie.” (Efésios 2:8 e 9).
É óbvio que se alguém pudesse ser salvo pelas próprias obras então poderia se gloriar diante de Deus, como se Deus não fosse o autor da salvação, contudo a salvação vem de Deus, e é de graça para mim, pois foi paga por Cristo, ao que mediante apenas a minha fé nEle ou seja, ao aceitar que Ele pague as minhas dívidas.
A bíblia nos fala também ,que não tenho a salvação para não fazer nada, devo portanto, andar nas boas obras, as quais Deus preparou para que andássemos nelas (Ef 2:10), e assim, não ter uma fé morta, inerte, sem frutos. Aquele que tem uma fé que salva, dá os frutos das boas obras. Cristo é a videira, nós os ramos ligados por fé, e as boas obras é apenas os frutos de quem é irrigado pelo seu Espírito. Ora, as boas obras são apenas o reflexo da fé daquele que é salvo para ser a luz do mundo.
Em Tiago, aprendemos que a fé verdadeira não anda nua, ou seja não fica sem obras! Em Tiago 2:14-26 afirma: Meus irmãos, que aproveita se alguém disser que tem fé, e não tiver as obras? Porventura essa fé pode salvá-lo? E, se o irmão ou a irmã estiverem nus... Assim também a fé, se não tiver as obras, é morta em si mesma... Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta. Sim! As obras são as vestes da fé.
A bíblia diz que o justo viverá da fé e não das obras! E Cristo afirma ainda : “ Eu sou a ressurreição e vida, quem CRER em mim ainda que morra viverá”. Ora, como negar tal verdade? Concluímos assim que, “Somos justificados, pois mediante a fé em nosso Senhor Jesus Cristo, no qual alcançamos paz com Deus. E igualmente, mediante a fé em Cristo alcançamos acesso a graça e nos gloriamos na glória de Deus.”
A fé traz salvação e a salvação gera boas obras.

HÁ DIFERENÇAS ENTRE TREVAS E LUZ

HÁ DIFERENÇAS

Quando você diz que é cristão e que segue a Jesus, suas palavras são resultados de uma convicção pessoal ou de uma herança religiosa? Convicção é segurança, confiança, certeza de um fato inegável, é o reflexo da presença da fé. A Bíblia define convicção como sendo: “...a certeza daquilo que esperamos, e a prova daquilo que não vemos.”(Hb11.1)
Herança religiosa não tem nada a ver com fé. É apenas informação, hábito religioso familiar. Esse tipo de “cristianismo” independe do conhecimento da palavra de Deus e da obediência a Jesus. A convicção não permite ao cristão voltar atrás, e abandonar a fé. Ele é perseverante. Herança religiosa não cria embaraços. Ela se adapta segundo as circunstâncias ou ambiente, porque não tem compromissos.
A Bíblia afirma: “...O nosso evangelho não chegou a vocês somente em palavras, mas também em poder, no Espírito Santo e em plena convicção...” (1Tss 1:5). A convicção procede de Deus, por isso produz crescimento e fruto. A herança religiosa é estagnação. O cristão convicto tem certeza que Deus é poderoso para cumprir suas promessas e nessa certeza, enfrenta as dificuldades da vida diária. O herdeiro religioso não tem certeza de nada e sente-se completamente perdido quando elas se apresentam.
A convicção que é fé, dá ao cristão alegria e segurança quanto a vida eterna. Para ele a morte não é o fim. O herdeiro religioso não tem a mínima idéia quanto ao amanhã.
Apenas os convictos são mais do que vencedores em Cristo.
E você, é cristão por convicção ou é um herdeiro religioso?
“Porquanto o nosso evangelho não foi pregado a vós somente em palavras, mas também com eficácia, e em virtude do Espírito Santo, e em plena convicção, como sabeis que assim somos para vós, por amor de vós. De forma que vos tornaste modelo aos que abraçam a fé. (1 Tss 1:5 e 7)

TEORIA E PRÁTICA

Aprender a andar com Deus é algo maravilhoso. Colocar em práticas as verdades aprendidas é melhor ainda. O que se aprendeu não será mais uma verdade teorizada, mais sim, uma verdade prática. Por falta de praticar o aprendido, alguns cristãos ficam neutros em certos assuntos, parecendo não possuir um compromisso com Jesus. Acostumaram-se a serem apenas ouvintes da palavra de Deus. Somos advertidos contra esse mal, cada dia mais comum, cujo primeiro dano nos atinge diretamente: “Sede praticantes da palavra, e não somente ouvintes que enganam-se a si mesmo” (Tg 1:22). Contudo, não dá para enganar a Deus. Sim, corremos o risco de enganar a nós mesmos com uma vida religiosa quando fica apenas na teoria. Devemos portantos exercer práticas cristãs realmente e verificar:

* O quanto da palavra de Deus ouvida tem moldado meus relacionamentos e negócios;

* O quanto a palavra de Deus ouvida tem me levado a um envolvimento e comprometimento com o Reino de Deus e com o próximo;

* Se o que tenho aprendido de Deus me dá controle sobre a língua, para não matar, não ferir, não agredir, nem difamar quem quer que seja;

* Se o que tenho aprendido me leva a compromisso com os que sofrem fome e injustiças;

* Se o que tenho feito tem promovido paz, bom ânimo e esperança;
O Senhor Deus espera que cada palavra que ouvimos seja filtrada e absorvida, e praticada realmente como resultado de um compromisso, de que somos mais que ouvintes religioso, sim, somos discípulos praticantes, e sempre diante do Mestre. E temos o compromisso de testemunhar ao mundo aquilo que Deus fez, faz e fará na nossa vida. Um compromisso de mostrar pelo batismo que agora somos do corpo de Cristo. De revelar pelos frutos do Espírito, a fé doadora e dependente de Deus e praticante da palavra.
Foi vivendo o que aprenderam que os primeiros Cristãos mudaram o mundo. Estamos dispostos a sermos iguais?

ASPECTOS DA BUSCA A DEUS

“Buscai ao Senhor enquanto se pode achar, invocai-O, enquanto está perto” (Isaias 55:6)
Se alguém descobre um grande tesouro, não quer perde-lo. E Deus é o essencial na nossa vida. É preciso buscá-lo.

I- QUEM PODE BUSCAR? (Atos 17:27)
- Somos todos convidado a busca-lo, adquirir o entendimento, pois Deus não faz descriminação do que somos; pois Deus não está longe,. Jesus veio para os cansados, os doentes, os cansados, os cegos, os presos, os aflitos, os condenados, os famintos, para assim fazer neles e através deles algo para o seu Reino; (Mt 28:11)

II- PORQUE BUSCAR A DEUS? (Lucas 11:10)
- Porque somos falhos, criaturas pecadoras e separados de Deus; mas, em Cristo, quem busca, acha; quem pede recebe; quem bate, abrir-se-vos-à. Porque Ele não está surdo, ou com a mão recolhida, Ele é misericordioso, e não rejeita ninguém;

III- COMO BUSCAR A DEUS ? (Deut. 4: 29)
- De todo o Coração, realmente por paixão, com um sentimento sincero; precisamos sentir a necessidade de Deus. De toda a sua alma, com a mente, com entendimento, utiliza-se portanto a razão; precisamos entender a necessidade de Deus;

IV- QUANDO BUSCAR A DEUS? (Oséias 10:12)
- É tempo. Hoje é o momento de O buscarmos, não podemos esperar para amanhã, ou quando der certo...quando melhorarmos...Continuamente. (Salmo 105:4)
Significa agora mesmo, mas não cessar de busca-lO. Deve ser em cada detalhe de nossa vida, em cada decisão...dia após dia, busca-lo.
Quem deu crédito à nossa pregação? Até quando vou ficar ouvindo as mensagens e não aceitar esta verdade, que Hoje é o dia aceitável do Senhor. A oportunidade de começar a agradar a Deus. Não!! Não rejeite mais. Aproveite o convite e venha a este encontro. Receba Cristo, confesse-O como Senhor e Salvador de sua vida!!

DIRETORIA ICB 2013-2014

A 51ª Assembléia dos Ministros da ICB deliberou em nova eleição a seguinte liderança nacional: DIRETORIA NACIONAL - Presidente: Pr. Mayldson Fernandes; Vice presidente: Pr. Márcio Morais; Tesoureiro Nacional: Prb. Fco Carneiro; Secretário Geral: Pr. Pedro Rodrigues; DIRETORIA SENAMIC - Secretário de Missões: Pr. Antônio Dantas; Secretário Adjunto -Pr. João de Souza; Tesoureiro de Missões -Pr. Cléber de Sousa; CONSELHO DE ÉTICA - Pr. Fco Souto; Pr. Felipe da Hora; Pr. Adilson de Jesus; Pr. Isac dos Reis; e Pr. Iremar Santos. CONSELHO FISCAL - Pr. Joel Medeiro; Pr. Aluízio Otaviano; Pr. José Souto. Compõe ainda a Diretoria os Representantes das Regiões Eclesiástica, a saber: 1- REGIÃO LESTE RN PB PE BA: Pr. Geraldo Lima; Pr. Erinaldo Veríssimo. 2- REGIÃO OESTE RN PB PE BA: Pr. David Marroque; Pr. Fco Higino; 3- REGIÃO OESTE RN SERIDÓ: Pr.Isac Reis; Ev. Fco Elieudo; 4- REGIÃO NORTE CE: Pr. Felipe da Hora; Pr. Jurandi Bezerra; 5- REGIÃO SUDESTE: A receber dados; 6- REGIÃO MAPI: Pr. Francildo Gomes; Mss. Elis Regina; 7- REGIÃO OESTE CENTRAL: Pr. Nicássio de Assis; Pr. Paulo Abdias; 8- REGIÃO LESTE OESTE CE: Pr. Herbert Amorim; Pr. Cavalcante Neto.

Ouça Rádio Evangelho

Uma Igreja compromissada com o Reino

A Igreja de Cristo do Centro de Sobral, convida a todos os amigos do Evangelho para construirmos uma Igreja Teraupeta. Jesus nos chamou para sermos tratados nele, mas também para sermos canal para tratarmos outros. Visite-nos!

DEUS AMA VOCÊ